(41) 3242.4089 contato@labadeetour.com.br

Vale Sagrado dos Incas: por que conhecer as ruínas do Peru

Você já ouviu falar do Vale Sagrado dos Incas? Para quem pretende viajar para o Peru, a visita ao vale é praticamente obrigatória. O lugar reúne mistério, beleza e muita aventura ao longo dos seus 100 km de vastidão. Quer saber por que conhecer as ruínas do Peru? Nós te contamos!

Localizado nos Andes Peruanos, o Vale Sagrado dos Incas estende-se de Cusco a Machu Picchu e abrange diversos rios, ruínas, monumentos arqueológicos e povoados indígenas. É um dos lugares históricos mais importantes da América do Sul. Por ter solos férteis e apropriados para plantação, a atração concentrava a maior produção agrícola da região com destaque para o cultivo de milho e batata. 

Mas, por que o vale é considerado sagrado? A história é bem peculiar. Algumas constelações, como a lhama e o condor, são muito importantes para a cultura do povo Inca que vivia lá. Eles acreditam que o local é sagrado, pois astrônomos e sacerdotes afirmam que a região é uma projeção da Via Láctea, a galáxia composta por estrelas, poeiras e gases onde o sistema solar está inserido. Essa tradição ainda permanece e o local atrai diversos turistas o ano todo para visitar esse território tão especial e curioso.

Nós listamos abaixo alguns lugares que você não pode deixar de conhecer ao visitar o Vale Sagrado dos Incas. Confira!

1. Complexo de Ollantaytambo

Conhecida como “A Cidade Viva dos Incas”, sua principal característica são as ruínas com estruturas arquitetônicas originais construídas na época do Império Inca. Os muros altos do Complexo de Ollantaytambo formam uma fortaleza que serviu como local de observação e defesa durante a conquista do território no século 15. Ollantaytambo era um importante centro religioso, agrícola e militar. Além disso, lá você pode visitar locais como o Templo do Sol, as Colcas, o Banho do Ñusta, entre outros. 

2. Salinas de Maras

Localizada 40 km ao norte de Cusco, a cidade de Maras tornou-se conhecida por suas lagoas de evaporação de sal. As “piscinas” de sal da região são um dos 4 lugares do mundo onde o sal rosa pode ser encontrado. Ao todo, há mais de 5 mil poços de extração de sal, formando um cenário espetacular para os visitantes que passam por lá.

3. Ruínas de Pisac

Pisac é o povoado considerado como a “porta de entrada” do Vale Sagrado dos Incas. Além das várias e enormes construções, como ruínas, templos, muralhas e paredes repletas de vestígios arqueológicos, é possível visitar um mercado com uma enorme variedade de produtos originais da região, como artesanatos feitos pelos habitantes locais. 

4. Campo Moray

Trata-se de um belíssimo sítio arqueológico formado por terraços verdes circulares e rodeado de pedras simétricas que resultam em uma paisagem encantadora. Visualmente, a construção lembra o formato de uma cratera composta por degraus que permitem que você desça até o centro para explorar o local, que também é usado para plantação.  

5. Chinchero

Chinchero é uma cidade construída sobre ruínas incas. Ela se tornou bastante conhecida por seu comércio e pela tradicional feira que acontece aos domingos. Além das praças e monumentos, uma das atrações mais visitadas na cidade é a Igreja Colonial de Nuestra Señora de Monserrat, construída no século 17. 

6. Fortaleza de Piquillacta

Piquillacta é um dos sítios arqueológicos mais antigos do mundo. Localizado no distrito de Lucre, o lugar é conhecido como uma fortaleza piramidal que servia como centro político do povo Wari, uma civilização andina que viveu na região em séculos passados. Com uma área de mais de 50 hectares, a atração reúne diversas ruínas, como Rumicolca e Choqepucjio. 

Vamos conhecer as belezas e histórias do Vale Sagrado dos Incas? Comece a planejar sua viagem com antecedência. A Labadee Tour te ajuda a montar o roteiro perfeito para que você possa aproveitar os passeios da melhor forma possível. Entre em contato com a gente para saber mais informações.  

Deixe seu comentário